Ginecologista e Obstetra. Tel: (11) 5053-2222 email: [email protected]

Trombofilia na Gravidez

Marcar consulta com ginecologista e obstetra em são paulo

O que é a trombofilia na gravidez?

Trombofilia é um aumento na probabilidade de formação de coágulos no sangue. São doenças ou condições que facilitam a trombose, ou seja a coagulação do sangue. Quando essas condições ocorrem em vigência de uma gravidez, é necessário cuidado redobrado, pois a própria gestação, pela descarga hormonal também aumenta essa probabilidade. Com a somatória de fatores de risco a chance de ocorrer uma trombose aumenta muito.

 

 

Quais os sintomas e como é feito o diagnostico?

A trombofilia em si não tem sintomas. São doenças muitas vezes genéticas que podem passar desapercebido. É apenas uma condição onde a chance de ter a trombose aumenta. O que pode dar sintomas são as complicações da trombofilia, principalmente a trombose. A mais frequente é a trombose venosa de membros inferiores, que cursa com dores e inchaços em membros inferiores. Durante a gestação, a formação de trombos nos vasos da placenta pode ocasionar aborto. Muitas vezes mulheres com abortos de repetição, durante investigação, encontram doenças do sangue que causam trombofilia.

 

 

Qual o tratamento?

Existem trombofilias mais graves e mais amenas. E diversos tratamentos que podem ser simplificados em medicamentosos ou mecânicos. As trombofilias mais amenas podem ser controladas com orientações de estilo de vida e uso de meia elástica, enquanto que o uso de medicamentos só pode ser indicado por médico competente e será feito nas trombofilias mais graves. Pacientes que já tiveram trombose antes podem ser consideradas mais propensas a terem outro evento e devem se precaver. O uso de medicamentos nas grávidas é bem restrito, por isso a necessidade de seguir com especialista, onde o risco x benefício será avaliado.

 

A trombofilia pode causar um aborto?

Sim, a trombose dos vasos da placenta aumenta o risco de aborto. Assim como a ocorrencia de abortos de repetição podem ter origem em alguma trombofilia.

 

O que uma gravida deve fazer em caso do diagnóstico positivo?

Deve fazer acompanhamento com cirurgião vascular ou hematologista, além do obstetra. E o ideal é que ambos trabalhem juntos. Apesar disso, medidas gerais como evitar a imobilidade e uso de meia elástica podem ser feitos. Se já teve trombose antes da gravidez, deve ser avaliada pelo especialista.

 

Autor: Prof Dr Alexandre Amato

 

Marque sua consulta agora

Agende já